Imagem Márcia Godoy/Arquivo pessoal

O Rio Perdido, uma das bacias que corta o Parque Nacional da Serra da Bodoquena, em Caracol (MS), secou e virou um “deserto de areia”. O motivo do assoreamento é a estiagem severa que atinge todo o Mato Grosso do Sul.

Com 280 quilômetros de extensão, o Rio Perdido está seco no município que fica a 394 quilômetros de Campo Grande, e onde não chove há mais de 40 dias. Produtores rurais da região estão dependendo do abastecimento de caminhões-pipa para manterem as propriedades, e até para consumirem água no dia a dia.

Há relatos de moradores que encontraram peixes mortos onde antes ficava o leito do rio. Em julho do ano passado, o cenário do rio era completamente diferente.

Há pouco mais de 500 km de Caracol, o Pantanal está sendo devastado pelos incêndios antecipados, outro reflexo da estiagem que atinge o estado. Uma área quase quatro vezes maior que o território da cidade de São Paulo já queimou no bioma – mais do que em 2020, até então o ano recorde de queimadas no Pantanal.

MIO TELECOM
CONSULTORA MARTA ALVES

Telefone/WhatsApp:

(83) 9 9869-0840

Exatus

 

WhatsApp: (83) 9 9802-6460