Relógio do Big Ben será exibido no Ano Novo após quase quatro anos de obras | Vigia

Os mostradores do relógio do Big Ben, em Londres, emergirão de uma mortalha de andaimes a tempo para que o relógio mundialmente famoso cumpra sua função anual mais importante: soar no Ano Novo para milhares nas ruas de Londres e outros milhões assistindo na televisão.

A torre do relógio das Casas do Parlamento da Grã-Bretanha ficou escondida por três anos e meio enquanto centenas de artesãos consertavam a alvenaria, substituíam a metalurgia e repintavam e regravam na maior restauração desde sua construção, em 1859.

Nick Sturge, gerente de projetos especiais de Sir Robert McAlpine, disse que remover o andaime foi um “marco enorme” na restauração de 79,7 milhões de libras (mais de R$ 600 milhões).

Na segunda-feira (22) a equipe da McApline iniciou o processo de desmontagem do andaime, tarefa que levará meses.

No Ano Novo, o público verá os quatro mostradores do relógio com a maior parte dos andaimes removidos da fachada, disse Sturge à Reuters.

O trabalho inclui a substituição de todos os painéis nas faces do relógio por vidro soprado à mão, disse ele, e os ponteiros, numerais e outros detalhes foram repintados de azul brilhante em vez do preto que há muito é familiar aos londrinos.

Sturge disse que uma aquarela antiga mostrava um esquema de cores azul, o que foi confirmado por analistas de tintas que descobriram que a primeira camada era azul da Prússia.

Os emblemas florais das quatro partes do Reino Unido – cardo, trevo, alho-poró e rosa – foram repintados nas cores do projeto original de Charles Barry para a torre, que foi renomeada em homenagem à Rainha Elizabeth em 2012.

A véspera de Ano Novo marcará a última vez que o Grande Sino, que é a origem do nome Big Ben, toca antes que os sinos retomem seu padrão familiar de tocar a cada trimestre na primavera.

As 12 badaladas que marcarão a virada do ano serão movidas por um motor elétrico antes que o mecanismo original seja reconectado na primavera.

Alex Jeffrey, um dos três relojoeiros do Palácio de Westminster, disse que o relógio foi transportado para Cumbria, no norte da Inglaterra, para ser desmontado e reconstruído.

Ele disse que o relógio era composto por mais de mil peças, todas restauradas às especificações e cores originais.

O relógio inteiro, incluindo todas as peças dos ponteiros, às rodas e engrenagens, pesa mais de 11 toneladas e meia, disse Jeffrey à Reuters em uma sala atrás do mostrador do relógio.

O único mostrador que mostra a hora em que o andaime desce é elétrico, mas todos os quatro mostradores serão acionados pelo relógio original movido à gravidade novamente na primavera. (G1)

MIO TELECOM
CONSULTORA MARTA ALVES

Telefone/WhatsApp:

(83) 9 9869-0840

Exatus

 

WhatsApp: (83) 9 9802-6460