Ônibus da delegação do Boca Juniors em delegacia no bairro Alípio de Melo, em BH — Foto: Júlio César Santos

A delegação do Boca Juniors permanece na delegacia de Polícia Civil no bairro Alípio de Melo, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, na manhã desta quarta-feira (21), após a briga generalizada depois da partida contra o Atlético-MG, pela Copa Libertadores, no Mineirão, na noite de terça-feira (20).

Dois ônibus da delegação estão parados em frente à unidade policial, na Avenida João XXIII. O quarteirão foi interditado para garantir mais segurança à equipe.

O voo fretado do time de volta para a Argentina, que estava marcado para o fim do jogo, no início da madrugada, foi cancelado. Após prestar depoimento, a delegação vai voltar para o hotel e, só depois disso, o retorno ao país será definido.

O Boca Juniors foi desclassificado e, no caminho para o vestiário, jogadores do time argentino entraram em confronto com seguranças do Atlético-MG e do estádio. Uma briga generalizada começou nos acessos aos vestiários, e um dos argentinos chegou a arrancar um bebedouro para atacar atleticanos e arbitragem. Grades de proteção também foram danificadas.

A Polícia Militar (PM) utilizou spray de pimenta para dispersar jogadores e membros da comissão.

MIO TELECOM
CONSULTORA MARTA ALVES

Telefone/WhatsApp:

(83) 9 9869-0840

Exatus

 

WhatsApp: (83) 9 9802-6460